Tell Now: Para quem sabe para onde vai nem todos os caminhos servem...

Criamos a marca Tell Now,  como frelancers de marketing digital e webdesign porque, acima de tudo, gostamos de contar histórias. Tão simples quanto isto! A história do Café Central, da lavandaria da esquina, da start-up de lá do bairro, da média empresa em risco de se tornar grande ou de grandes empresas. Quando criamos sites contamos histórias, quando gerimos redes sociais devemos contar histórias, com design gráfico também contamos diferentes histórias…

Gatos da Alice no País das Maravilhas em cima de uma árvore
Ilustração de Sir. John Tenniel retirada do livro "Alice no Pais da Maravilhas" de Lewis Caroll
Alice do País das Maravilhas a abrir uma cortina com uma porta atrás, uma ilustração de John Tenniel
Ilustração de Sir. John Tenniel retirada do livro "Alice no Pais da Maravilhas" de Lewis Caroll

Somamos uns bons anos (muitos) a desenvolver projetos de comunicação corporativa e marketing digital, em empresas de diversos setores de actividade, grandes e pequenas. O que significa para nós ser freelancers de Marketing Digital? Significa trabalhar  com paixão e não por obrigação. 

“Para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”, já dizia o Gato à Alice no País das Maravilhas. Se ainda não sabe qual pode ser o caminho da sua marca, acabou de encontrar o parceiro certo!

Equipa Tell Now

Fotografia da fundadora da Tell Now Susana Correia, gestora de Marketing Digital

Etelvina Susana Correia

Gestora de Marketing Digital

Podia dizer que me chamo Etelvina Susana ou então que sou uma viciada em histórias. Etelvina é o nome de uma música, mas também o nome da minha avó e foi com ela que comecei a ouvir as melhores histórias. Contava histórias como ninguém. O gosto virou vício e não é que acabei por fazer das histórias profissão! Há alguns anos que as conto, sempre em meios digitais, integrando equipas de storytelling, como jornalista, como especialista de comunicação corporativa, fazendo coordenação editorial de televisão… Bem, por esta altura já só me lembro do título do filme “Cala a boca Etelvina”, com mais 20 anos do que eu. Sou Etelvina, mas podem chamar-me Susana. 

Se juntar aqui a paixão pelas pessoas, pelas histórias, pela escrita, pelas marcas, pelo digital, pelo marketing e comunicação ficam reunidos muitos bons motivos para uma conversa, certo?

Fotografia a preto e branco de Ana Lopes que está de perfil a olhar para uma janela

Ana Lopes

Designer

Sou mais de bonecos, gosto de grafismos e de resumir histórias em linhas. Dou importância ao espaço e no que nele posso organizar. Comunicar através da cor e do humor, construo e desconstruo e depois volto a refazer. Salto do espaço físico para o digital e vice-versa. Licenciei-me em design gráfico e fui compondo a minha história profissional colaborando com diversas empresas e desenvolvendo trabalhos em diferentes áreas do design gráfico. Das colaborações nasceram amizades, parcerias, interesses e novas competências, nomeadamente na área digital e vídeo.

Apesar de ter conhecido primeiro a “Etelvina” do Sérgio Godinho, foi com Etelvina Susana que vivi a construção de um museu virtual feito de histórias de vida.

A Tell Now está ao seu lado na descoberta do caminho certo!